3.28.2015

João Correia - Sexy Magazine



Créditos:
Fotos: Paulo César
Modelo: João Correia

http://issuu.com/…/docs/sexymag_mar__o_2015_fc9f3225e3a3f4/1

Queres estar numa sessão fotográfica para a sexy magazine ? então envia fotos tuas para sexymagazine.pt@gmail.com

3.27.2015

Domingo no Achas Que Sabes Dançar?


ELES POSTAM! NÓS MOSTRAMOS! - DAVID CARREIRA




João Correia - Sexy Magazine


Créditos:
Fotos: Paulo César
Modelo: João Correia

http://issuu.com/…/docs/sexymag_mar__o_2015_fc9f3225e3a3f4/1

Queres estar numa sessão fotográfica para a sexy magazine ? então envia fotos tuas para sexymagazine.pt@gmail.com

ELES POSTAM! NÓS MOSTRAMOS! - LOURENÇO ORTIGÃO GYM CLUBE VII




Justin Bieber





João Maneira e João Arrais em Tronco Nú!


3.24.2015

Nuno Janeiro Backstage DCE 3


ELES POSTAM! NÓS MOSTRAMOS! - DAVID CARREIRA GYM



Abdominais Dança com as Estrelas!






Link

Sonhos Molhados - No carro com João Paulo Sousa


No carro com João Paulo Sousa

 


Ele veio viver comigo porque eu ja estava a morar em Lisboa há algum tempo, desde que comecei a trabalhar. E assim dividimos despesas. Às vezes tem partes más (falta de privacidade,por exemplo)... mas de resto é na boa. Como vivemos os dois, nem sempre ando nu pela casa. Primeiro, porque sou gay e ele não, e ele sabe disso. Por respeito, não o faço. E também porque muitas vezes ele leva a namorada dele lá para casa e era bué mau ela ver-me nu. 


Naquela noite nada disso tinha acontecido. Ele saiu para uma festa e provavlemente era uma das noites em que não dormia em casa. Eu estava sozinho. Só em boxers, mas suado, fui até à sala e liguei a televisão. Fui buscar uma cerveja bem fresca e fui procurar algo para ver na televisão, enquanto a bebia bem fresquinha.

Estava a fazer zapping e parei num canal de séries. Estava a dar Spartacus. Foda-se! Já não era a primeira vez que me deparava com aquela merda de madrugada. Que tesão que a série me dá. Bastante erótica, mas sem mostrar nada... E depois a cena história. Brutal. Já para não falar nas cenas gay... Obviamente bati uma. Estava cheio de tusa. Bati uma ali mesmo e esporrei-me todo. Que tesão que me deu. Passando depois as mãos pelos pêlos no peito, suados, ainda fiquei com mais tusa. Tudo isto comigo próprio! Enfim...

Já estava mais calmo. Com aquilo tudo fui tomar um banho rapido. Mudei de roupa e decidi sair à rua. Eram 3 e tal mas como era sábado e ainda por cima verão, muitos sítios ainda estavam abertos. Ao pé da minha casa não havia nada de especial, mas conhecia um bar gay que chegava bem de carro. E lá fui.

Ao entrar, o ambiente não estava dos melhores. Mas fui ficando por lá. Na verdade estava a apetecer-me uma boa foda. Há algum tempo que não fodia com ninguém e aquele parecia ser um bom momento. Enquanto observava quem entrava e saía, deparei-me com uma cara bem conhecida. Era o João Paulo Sousa! E conhecia-o bem não só porque aparecia na TV, mas porque eu próprio o via todos os dias. É que trabalho nos estúdios onde são gravados os episódios do CC All Stars. Fui ter com ela.

- Olá João! Então o que fazes por aqui?

- Hey, Pedro. Tudo bem? - disse-me ele, um pouco atrapalhado

- Não esperava era ver-te num bar como este... Desculpa lá estar a dizer-te isto.

- Eu também não te esperava encontrar aqui. Nem sabia que eras...

- Tu também és?

- Não... Na verdade sou bi.

- A sério? Estás a gozar? - perguntei-lhe.

- Epa a sério. Costumo vir aqui algumas vezes, por ser um sitio mais reservado. Mas isto é engraçado, trabalho contigo todos os dias e nunca pensei que fosses gay.

- E eu não sabia que eras bi! 

Falámos durante um bocado. Comecei a lembrar-me de uma situação que aconteceu recentemente no estúdio... Puxei conversa

- Mas então naquele dia em que estavas com o fato do Borat no programa e trocaste de roupa a meio da emissão... Por isso é que... quiseste ficar sozinho?

- Foi bué complicado. Eu estava com tusa mas tive que me acalmar para disfarçar na TV.

- Mas era por causa da Maria?

- Não! Era mesmo por causa de alguns gajos que andam lá... Sabes que o que mais curto nos homens são gajos mais... másculos.

- A sério?? Isto é bué estranho de ouvir. Mas já te sentiste atraído por alguém lá?

- Claro, meu!

- Epa... A sério. Todos os dias nos falamos e nunca tinhamos alcançado isto. Algo me diz que o meu gaydar anda mal. Nem tu te apercebeste que eu te olhava de outra forma, nem eu... - e então percebi o que tinha dito.

- Que me olhavas de outra forma? - perguntou-me, a sorrir.

- Sim... - disse-lhe, já atrapalhado.

Depois disto, pouca conversa aconteceu. Estávamos nitidamente cheios de tusa. Os dois. Um pelo o outro. O amigo dele já tinha ido não sei para onde. Fomos para o meu carro que estava estacionado nas traseiras do bar. Fodemos os dois. Foi uma foda maravilhosa. Nunca pensei terminar a noite assim. Violenta, selvagem, muito quente - o tempo ajudava - e suámos. Suámos muito. Até a camisa dele rasgámos sem querer. Fizemos tudo no banco de trás. Primeiro ele saltou em cima do meu pau, gemendo de dor mas eu a tapar-lhe a cara. O pau dele completamente teso a bater-me na barriga. 

O corpo dele musculado q.b. e completamente depilado. Um pau fino mas bem grandinho. Cheio de veias, mas delicioso. Chupei-o também- E ele mamou também o meu. Fodemos, fodemos e fodemos. Foi uma foda deliciosa. E nunca me cansarei de dizer isto. Ele adorou o meu corpo musculado e com alguns pêlos. Confessou que já me tinha imaginado várias vezes nu mas que nunca tinha pensado que era tão bom. E adorou o meu pau. Grande e grosso. Tal como ele disse que gostava.

No final batemos uma, de frente um para o outro, e esporramo-nos em cima. Apesar de ser a minha segunda grande esporradela da noite, esta foi muito mais forte e excitante. Sujei-lhe o corpo. Beijámo-nos - a barba curta dele fantástica!! - e depois levei-o até a minha casa para ele vestir uma camisa lavada, já que a dele se tinha rasgado. Como as minhas ficavam grandes, levou uma do meu irmão - ainda hoje ele não sabe o que lhe aconteceu.

Depois dessa noite, a nossa relação nunca mais foi a mesma. Nos estúdios somos sempre muito discretos. Mal nos falamos e a nossa proximidade manteve-se. Mas sempre que há hipótese de bater uma no WC ou mamar um pau no intervalo dos diretos, lá estamos nós. E todas as semanas nos encontramos naquele bar, para fodermos naquele lugar, no meu carro. E todas as semanas é uma foda diferente, como se fosse a primeira vez, mas cada vez mais deliciosa.

Dança com as Estrelas 3 - Melhores Momentos